Connect with us

Tecnologia

Google cancela seu maior evento tecnológico do ano I/O 2020

O Google está cancelando seu evento de desenvolvedor de  I/O este ano, em meio ao atual surto de coronavírus. O Google  I/O deveria ocorrer entre os dias 12 e 14 de maio deste ano.

Published

on

A Google está cancelando seu evento de desenvolvedor de  I/O este ano, em meio ao atual surto de coronavírus. O Google  I/O deveria ocorrer entre os dias 12 e 14 de maio deste ano, e o cancelamento ocorre poucos dias depois que a Google cancelou seu evento Cloud Next em San Francisco a favor de um evento “digital-first”.

“Devido a preocupações com o coronavírus (COVID-19), e de acordo com as orientações de saúde do CDC, da OMS e de outras autoridades de saúde, decidimos cancelar o evento físico donominado  I/O da Google no Shoreline Amphitheatre”, explica a Google.

A Google normalmente usa a  I/O como seu maior evento de notícias do ano para introduzir novas alterações no Android, hardware desenvolvido pelo Google e até atualizações em serviços como o Google Maps.

A Google diz que agora está explorando “outras maneiras de desenvolver a I/O da Google para se conectar melhor e continuar a construir nossa comunidade de desenvolvedores”.

A Google diz que os participantes serão reembolsados ​​integralmente até 13 de março, e quem comprou os ingressos para o evento deste ano receberá automaticamente a opção de comprar um ingresso do Google I/O 2021.

O cancelamento de  I/O do Google é o mais recente de uma linha de eventos técnicos a serem descartados devido a preocupações com coronavírus. O Mobile World Congress foi também cancelado no mês passado, seguido pela conferência de desenvolvedores F8 do Facebook , Adobe Summit, a Game Developer Conference e muito mais.

Jose é um editor sênior criativo, que gosta de tecnologia. Tem um interesse profundo no Android e nos jogos da plataforma, e ainda acredita que o WebOS é o futuro da computação moderna.

Continue Reading
Click to comment

Responder

Internet

O Google lança “Tables” uma ferramenta de rastreamento de trabalho

A solução foi projetada para ser útil em diversos casos de uso, incluindo gerenciamento de projetos, operações de TI, rastreamento de clientes e CRM, recrutamento, desenvolvimento de produtos e muito mais.

Published

on

Créditos de imagem: Google

A incubadora interna Área 120 apresentou uma ferramenta de acompanhamento do trabalho, o Tables, que visa tornar o acompanhamento dos projetos mais eficiente, investindo em automação. Em vez de simplesmente rastrear notas e tarefas associadas a um projeto em vários documentos que precisam ser atualizados manualmente pelos membros da equipe, os bots do Tables ajudam a fazer coisas como programar lembretes recorrentes por e-mail quando as tarefas estão atrasadas, enviar mensagens para uma sala de bate-papo quando novos formulários forem recebidos, movendo tarefas para filas de trabalho de outras pessoas ou atualizando tarefas quando os status são alterados.

A solução foi projetada para ser útil em diversos casos de uso, incluindo gerenciamento de projetos, operações de TI, rastreamento de clientes e CRM, recrutamento, desenvolvimento de produtos e muito mais.

“Estou no setor de tecnologia há muito tempo, incluindo 10 anos no Google”, explica o GM da Tables, Tim Gleason, em um anúncio sobre o novo serviço. “E durante meus anos na força de trabalho, sempre tive dificuldade em rastrear projetos. Nossas equipes armazenam notas e tarefas relacionadas em diferentes documentos. Esses documentos sempre ficam desactualizados. Teníamos que sincronizar manualmente os dados entre eles. E eu gastava muito tempo coordenando os membros da equipe para priorizar e atualizar os status. Passei mais tempo controlando o trabalho do que realmente trabalhando ”, diz ele.

Créditos de imagem: Google

Tabelas, em vez disso, visa assumir alguns desses processos manuais extras – como coletar dados de diferentes fontes, agrupá-los, colar em outro documento e, em seguida, distribuí-los, por exemplo. A ferramenta, no entanto, é feita para funcionar com a tecnologia existente do Google. Isso o torna uma escolha melhor para aqueles que já investiram no uso do ecossistema do Google, como documentos online do Google, contatos e muito mais.

Para começar a usar o Tables, você pode importar dados do Google Sheets (ou um .CSV), compartilhar dados com seus Grupos do Google e atribuir tarefas às pessoas encontradas em seus Contatos do Google. Você também pode começar com um dos modelos incluídos, se preferir.

Os bots lidam com ações automatizadas, enquanto os dados em si podem ser apresentados de diferentes maneiras, como visualizações em grade, listas de registros, quadros kanban e mapas. Os formulários permitem que você colete dados na hora, sem ter que dar às pessoas acesso direto às suas tabelas.

Antes de sua estreia pública, o Tables está em testes com milhares de usuários ativos que estão acompanhando o trabalho e colaborando com membros da equipe, diz o Google.

Créditos de imagem: Google

O Tables também é um dos poucos projetos da Área 120 a serem lançados com um modelo de negócios pago. Hoje, outros projetos da Área 120, como o vendedor de ingressos Fundo, a plataforma de anúncios de conversação AdLingo e o recém-lançado Orion WiFi do Google, também têm modelos pagos. No caso de Tabelas, um indivíduo pode usar Tabelas gratuitamente, com suporte para até 100 tabelas e 1.000 linhas. O plano pago, por sua vez, custa US $ 10 por usuário por mês e oferece suporte para até 1.000 tabelas e 10.000 linhas. Este plano também inclui suporte para anexos maiores, mais ações e histórico avançado, compartilhamento, formulários, automação e visualizações.

O projeto visa claramente explorar o interesse crescente em plataformas de banco de dados alimentadas por planilhas e sem código. Um líder neste espaço, Airtable, fechou recentemente em US $ 185 milhões em financiamento da Série D, avaliando seu negócio em US $ 2,585 bilhões, pós-dinheiro. A vantagem do Google é que não é uma solução independente que precisa funcionar para se integrar a outras fontes de dados e ferramentas de comunicação. Ele tem a capacidade de se conectar a outras ferramentas que a equipe já usa para gerenciar seu trabalho, como o Planilhas Google, por exemplo. No entanto, o site da Tables indica que o produto pode funcionar com o Slack.

O Tables já está disponível aqui.

Continue Reading

Smartphones

Huawei finalmente lança HarmonyOS e está disponível para download

O HarmonyOS é um sistema operativo pensado e projetado para o futuro que vai competir com o Android e iOS.

Published

on

Finalmente, depois de tanta espera, há algo mais concreto sobre o HarmonyOS, o novo sistema operativo da Huawei para smartphones.

Depois de ter confirmado que o sistema chega aos smartphones já em 2021, agora a fabricante chinesa inaugurou o site oficial do HarmonyOS e também disponibilizou para download o código-fonte do mesmo.

Há boas notícias para os fãs da Huawei, especialmente para aqueles que estão do lado da fabricante chinesa no conflito com os EUA. Hoje foi o dia em que a empresa confirmou, durante o evento HDC Developers Conference, que o seu novo sistema operativo para smartphones, o HarmonyOS, vai chegar em 2021.

Mas há mais pois a marca acaba de oficializar o site do HarmonyOS que pode já ser visto aqui. A página surge, por padrão, no idioma chinês, mas poderá alterar para inglês.

HarmonyOS já tem site oficial

No site pode encontrar várias informações e detalhes sobre o HarmonyOS. A Huawei informa que este é um sistema operativo unificado para todos os equipamentos, compatível com programas de terceiros e é também confiável e seguro.

Caso queira informar-se mais profundamente sobre este sistema, a Huawei disponibiliza um guia completo com tudo o que precisa saber.

Código-fonte disponibilizado para download

Para além disso, a partir de hoje a Huawei disponibiliza aos utilizadores o código-fonte aberto do sistema operativo. O código está indicado para equipamentos de 128 KB a 128 MB, como ecrãs grandes, relógios e carros.

Em abril de 2021 o código já estará aberto para dispositivos de memória de 128 MB a 4 GB. E em outubro de 2021 ficará disponiível para todos os smartphones com capacidade superior a 4 GB.

O HarmonyOS é um sistema operativo pensado e projetado para o futuro. Pretende oferecer um conceito em que oferece ao consumidor a capacidade de integrar vários recursos de vários terminais numa espécie de “terminal super virtual”.

Já para os programadores de aplicações, o sistema operativo vai permitir o desenvolvimento de apps independentes de um formulário específico. Assim, o custo de desenvolvimento será menor e permite aos programadores conseguir mais benefícios do seu negócio ao mesmo temo que desenvolvem apps de forma mais eficiente.

Esta é, assim, mais uma resposta da Huawei às restrições dos Estados Unidos. O objetivo da fabricante é tornar-se cada vez mais independente, daí ter criado a sua própria loja de aplicações e agora o seu sistema operativo.

Continue Reading

Internet

Avião futurista ‘Flying-V’ faz um vôo inaugural de sucesso

Planejam usar os dados coletados no vôo de teste para um modelo aerodinâmico da aeronave, permitindo programá-lo em um simulador de vôo para testes futuros e para melhorar os voos

Published

on

Pesquisadores realizaram um vôo inaugural com sucesso do Flying-V , um avião futurista e com baixo consumo de combustível que poderá um dia transportar passageiros em suas asas.

O design exclusivo do Flying-V posiciona a cabine de passageiros , o compartimento de carga e os tanques de combustível nas asas, e os especialistas esperam que a forma aerodinâmica do avião reduza o consumo de combustível em 20% em comparação com as aeronaves atuais.

Os especialistas testaram um modelo em escala de 22,5 kg e 3 metros do avião futurista, desenvolvido por pesquisadores da Delft University of Technology, na Holanda, e da parceira aérea holandesa KLM, para levar a tão esperada aeronave em seus próximos passos de desenvolvimento.

Uma equipe de pesquisadores e engenheiros testou a aeronave em uma base aérea protegida na Alemanha, onde trabalharam com uma equipe da Airbus para testar decolagens, manobras, aproximações e pousos.

“Uma de nossas preocupações era que a aeronave pudesse ter alguma dificuldade para decolar, já que cálculos anteriores haviam mostrado que a ‘rotação’ poderia ser um problema”, disse Roelof Vos, professor assistente da faculdade de engenharia aeroespacial da Universidade de Tecnologia de Delft, que liderou o projeto, explicado em um comunicado.

“A equipe otimizou o modelo de voo em escala para evitar o problema, mas a prova do pudim está em comê-lo. É preciso voar para ter certeza” – Roelof Vos

Controlando remotamente a aeronave, os pesquisadores conseguiram decolar a uma velocidade de 80 km/h, enquanto as velocidades de voo, ângulos e empuxo da aeronave estavam conforme planejado, eles observaram.

Os especialistas trabalharam muito para otimizar o avião: para melhorar a telemetria, a equipe foi obrigada a mudar o centro de gravidade da aeronave e ajustar sua antena.

Ainda há trabalho a ser feito para refinar a aeronave antes que ela possa voar para os céus com passageiros a bordo: pesquisadores disseram que o voo de teste mostrou que o projeto atual da aeronave permite muito “rolamento holandês”, o que causa um pouso difícil.

Os especialistas planejam usar os dados coletados no vôo de teste para um modelo aerodinâmico da aeronave, permitindo programá-lo em um simulador de vôo para testes futuros e para melhorar os voos. A equipe fará mais testes no modelo e espera fornecer ao Flying-V uma propulsão sustentável, visto que o projeto se presta a transportar hidrogênio líquido em vez de querosene.

Continue Reading

Segurança Cibernética

Mas de 28 mil impressoras foram hackeados segundo Pesquisadores

Os ataques à amostra de 50 mil dispositivos de impressão tiveram 56% de sucesso.

Published

on

Especialistas em segurança cibernética hackearam 27.944 mil impressoras, fazendo com que os dispositivos começassem a imprimir um aviso informando sobre a invasão e várias instruções sobre como proteger impressoras conectadas à internet. A ideia por trás do estudo em parceria com o site CyberNews é o de alertar proprietários de dispositivos de impressão sobre a importância de também proteger os periféricos.

Os especialistas não só conseguiram assustar os usuários hackeados, como também provaram que ameaças são capazes de se infiltrar na maioria parte das máquinas: entre 800 mil impressoras conectadas, pelo menos 447 mil não estão seguras, segundo o estudo.

O Experimento

Os endereços de IP das máquinas vulneráveis foram localizados usando ferramentas de busca de IoT, como Shodan e Censys. Com eles, foi possível rastrear 800 mil aparelhos com recursos de impressão. Um total alarmante de quase 500 mil desses últimos podiam ser hackeados, mas os especialistas optaram por invadir apenas 50 mil dispositivos, levando em conta fabricantes, localização e protocolos necessários.

A taxa de sucesso nos ataques foi de 56% considerando a amostra selecionada, já que os pesquisadores conseguiram invadir ‘somente’ 27.944 impressoras. Para isso, desenvolveram um script personalizado para o processo de impressão desejado. Ao lançar esse script, os demais processos em curso nos aparelhos não protegidos foram sequestrados. Por consequência, as impressoras começaram a imprimir o guia de segurança, surpreendendo os donos dos aparelhos.

Em 2018, um caso semelhante ocorreu quando um hacker entediado imprimiu 50 mil folhetos em apoio ao famoso vlogger PewDiePie em impressoras no Canadá e Reino Unido.

Saiba como proteger a sua impressora

  1. Ao definir configurações de rede, procure sempre limitar o acesso às conexões sem fio da impressora ao roteador. Isso fará com que o aparelho obedeça apenas ordens de portas específicas do roteador. É importante lembrar que o protocolo padrão para impressão segura é o IPPS via porta SSL 443.

  2. Use Firewall, ele vai proteger protocolos não utilizados que podem abrir brechas a hackers se aproveitam de vulnerabilidades. O dispositivo analisa o tráfego de rede para determinar quais comandos de transmissão ou recepção de dados podem ser realizados.

  3. Existem algumas vulnerabilidades que são identificadas pelos fabricantes, que em resposta lançam novas atualizações para o firmware. Por isso, é sempre importante manter a impressora atualizada para evitar problemas de segurança.

  4. Recomendamos também que altere a senha de administrador – toda impressora com acesso à internet possui um usuário e uma senha. Deixe de lado a configuração padrão. Pense em algo recordável, porém com bastante tipos de caracteres e difícil de ser adivinhador. Para trocar a senha, acesse as configurações do utilitário da impressora. Lembre-se de sempre configurar para exigir credenciais de acesso (logon).

Continue Reading

Tendência